O carnaval axé-nkenda e a marcha das mulheres negras 2015: uma reflexão desde a perspectiva feminista negra

Rosália de Oliveira Lemos

Resumo


Neste artigo, apresento a pesquisa desenvolvida com feministas negras que usaram o desfile do Grêmio Recreativo Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense, cujo enredo homenageava Nelson Mandela, como estratégia para dar visibilidade à Marcha das Mulheres Negras 2015 Contra o Racismo e a Violência e pelo Bem Viver. As metodologias adotadas foram a pesquisa ativista e a análise do discurso político. Inicialmente, apresento reflexões sobre a realidade das mulheres negras no Brasil. Em seguida, discuto a Marcha das Mulheres Negras 2015. Já na terceira parte, os resultados da pesquisa são apresentados.

Palavras-chave


feminismo negro; marcha das mulheres negras 2015; carnaval

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/rg.v16i2.796

Apontamentos

  • Não há apontamentos.