Existe o olhar feminino no cinema brasileiro contemporâneo?

Carlos Eduardo Fialho

Resumo


Este artigo analisa filmes recentes dirigidos por mulheres: O pequeno dicionário amoroso de Sandra Werneck; Como ser solteiro no Rio de Janeiro, de Rosane Svartman; e Um céu de estrelas, de Tata Amaral. Ao fazê-lo, questiona se é possível falar de um olhar feminino específico sobre o cinema brasileiro contemporâneo. Defende que, sob certos pontos de vista, existe de fato uma lógica feminina peculiar neste domínio, mesmo que esta seja uma afirmação a requerer maior aprofundamento. Palavras chave: mulher; cinema; cultura

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .